Pages

domingo, 28 de março de 2010

Desapego...


O dispensável tem título de mestre na arte de enganar ao vestir-se com o seu prefixo predileto... e assim perdura na vida e cotidiano de muitos... dessa forma impregna de veracidade a sua necessidade, a sua manutenção, a sua existência...

Mas ele só consegue persuadir as pessoas devido a necessidade das mesmas de o possuírem... e essa necessidade é a mesma comprovada no transformar o simples em complicado, transformar o momento em briga, transformar o amor em ciúmes, transformar o prazer em obrigação...

É a necessidade de preencher toda sua vida, seus dias, seus minutos... podia-se ficar somente com o essencial... podia-se ficar com tempo livre e apreciá-lo sem fazer nada, nenhum movimento... apreciá-lo ouvindo unicamente o barulho de sua respiração...

Mas precisa-se do sapato apertado, da roupa larga, do livro lido... precisa-se das futilidades da vida... precisa-se do closet soterrado de roupas de várias estações passadas... precisa-se estar rodeado de sorrisos falsos, de elogios rasgados, de cobras peçonhentas... e alguns ainda precisam de mais de um amor para aquecer seus corações e satisfazer seus egos...

Por isso o dispensável , mesmo com os adventos mais modernos de detecção, consegue aprovação e permissão de passagem, mesmo estando sempre usando o mesmo disfarce... muitas pessoas não tiveram paciência em esperar na fila para imunizar-se contra ele... e facilmente ele veste-se com seu prefixo e cria moradia em algumas vidas...

E dessa forma a vida fica infectada de pertences, situações, sentimentos, pessoas... "indispensáveis"...



3 comentários:

Paula Aragão disse...

Nossa Kamila me identifiquei do início atéh o final do texto!!
Muito bom, mesmo!!!
milhões de beijos.

Franciane disse...

Amigaaaa só lembrei de você ontém, kkkkk.
Fui na sorveteria 50 sabores e passei a maior vergonha. Pedi dois sorvetes duplos e na hora de pegar e ir pro carro, imagine só, deixei um deles cair no chão, pense na minha cara de vergonha, hihhihihi.
Só lembrei dos seus brownies, kkkk.
Acho que ganho de você heim!!
Pense numa menina desastrada, eu !!!
Beijos!!

Kamyla disse...

Paula, fico muito feliz que tenha gostado... mas temos muito disso mesmo... temos q desapegar de tantas coisas...
E Fran, amiga, vc foi contaminanda pelo meu dia de desastrada!!!!!!kkkkkkkkkkk, coitada Amiga, o sorvete lá é tão carinho para ir pro chão,rsrsrsrsrs.
Bjosssssssssssssssssss

Postar um comentário

Sinta-se a vontade em escrever... fale, questione, ou apenas diga "Oi"...mas tudo isso, claro, se estiver com vontade!!!!!!
Apenas, seja você.